This website uses cookies to ensure you get the best experience on our website. Learn more

Playlist of Paulo César Pinheiro

x
  • Paulo César Pinheiro - Capoeira de Besouro Álbum Completo - Full Album

    57:34

    Composições primeiramente voltadas para o musical Besouro Cordão de Ouro, escrito em 2004 e montado em 2006 em homenagem ao grande e lendário capoeirista Besouro Mangangá, tomaram o formato de álbum em 2010 pelo selo Quitanda.
    Participam: Mestre Camisa, Victor Lobisomem, Maurício Carrilho, Celsinho Silva, Paulino Dias e Luciana Rabello. Xilogravura de Ciro Fernandes.

    Faixas:
    01. 00:00 Toque De Amazonas
    02. 04:38 Toque De Benguela
    03. 07:18 Jogo De Dentro
    04. 10:00 Toque De São Bento Grande De Angola
    05. 14:13 Toque De São Bento Pequeno
    06. 18:07 Toque De Cavalaria
    07. 22:02 Toque Se Santa Maria
    08. 27:24 Toque De Barravento
    09. 30:51 Toque De Iúna
    10. 34:55 Toque De Angola Dobrada
    11. 38:49 Toque De Angola
    12. 42:45 Toque De Idalina
    13. 46:00 Jogo De Fora
    14. 49:33 Toque De Tico-Tico
    15. 52:44 Samba De Roda

  • Paulo César Pinheiro - O Lamento do Samba Álbum Completo - Full Album

    51:13

    Famoso por suas parcerias com outros pilares da MPB e do samba, como João de Aquino, Baden Powell, Tom Jobim, Francis Hime, João Nogueira, Moacyr Luz, entre tantos, Paulo César Pinheiro lançou este álbum completamente autoral, O Lamento do Samba, em 2003 pela gravadora Quelé (Acari Records + Biscoito Fino). Paulinho diz: esse é um disco sem parceiros. Porém, todos eles, no fundo, estão aqui junto comigo. Participam como músicos: Maurício Carrilho, Wilson das Neves, Pedro Amorim, Marcelo Bernardes, Pedro Paes, Luciana Rabello, Rui Alvim, Dininho, Álvaro Carrilho, Eduardo Neves, Celsinho Silva, Cabelinho.

    Faixas:
    01. 00:00 O lamento do Samba
    02. 03:52 Estrela Partida
    03. 06:38 Nomes de Favela
    04. 11:28 As pedras se cruzam
    05. 15:14 Amor ausente
    06. 18:22 Você jamais
    07. 21:55 Fechado por dentro
    08. 24:48 Sublime paixão
    09. 27:47 Samba de tristeza
    10. 33:18 Temporário
    11. 37:03 Meu sofrimento
    12. 40:27 É uma Sina
    13. 44:17 Meia-Água
    14. 47:39 Quando eu me for

  • x
  • Paulo César Pinheiro - Paulo César Pinheiro Álbum Completo - Full Album

    43:44

    Álbum lançado em 1980 pela gravadora Odeon.

    Faixas:
    01. 00:00 Pelas ruas da cidade (Paulo César Pinheiro)
    02. 03:32 Minhas esquinas (Paulo César Pinheiro & João Nogueira)
    03. 06:31 Mesa redonda (Baden Powell & Paulo César Pinheiro)
    04. 10:04 Jogo de Angola (Paulo César Pinheiro & Mauro Duarte)
    05. 12:17 Mãos vazias (Eduardo Gudin & Paulo César Pinheiro)
    06. 15:33 Mãe África (Paulo César Pinheiro & Sivuca)
    07. 18:46 Toada brasileira (Ivor Lancellotti & Paulo César Pinheiro)
    08. 21:59 Quadrão (Guinga & Paulo César Pinheiro)
    09. 24:21 Estrela da terra (Dori Caymmi & Paulo César Pinheiro)
    10. 26:42 Estrela guia (Paulo César Pinheiro & Sivuca)
    11. 28:51 Matita Perê (Tom Jobim & Paulo César Pinheiro)
    12. 36:07 Maior é Deus (Eduardo Gudin & Paulo César Pinheiro)
    13. 38:32 Nas Asas do Tempo (Paulo César Pinheiro) Música de fundo: Viagem (P.C.P & João de Aquino)
    14. 41:22 Cicatrizes (Paulo César Pinheiro & Miltinho)

  • Roda de samba em homenagem a Paulo César Pinheiro

    23:00

  • x
  • João Nogueira & Paulo César Pinheiro - Parceria 1994

    1:40

    Comprar/Ouvir nas plataformas digitais:

    Siga a Galeão nas redes sociais:

    Facebook:
    Instagram:

    Parceria
    1994 Galeão

    Ficha Técnica:

    Produtor Fonográfico: Velas Produções Artísticas Musicais e Comércio Ltda.

    Idealização e Produção : Eduardo Gudin

    Técnico de Som e Mixagem: Luis Carlos Pereira

    Masterização: Cia. de Áudio

    Gravado ao vivo nos Estúdios Veridiana nos dias 24 e 25 de Julho de !994

    Capa, Criação e Arte: Neusa Costa

    Fotos: Marcos Aurélio Olimpio

    Supervisão Gráfica: Tadeu Valério

    Arranjos: Cristóvão Bastos

    Maurício Carrilho: Violão 6 Cordas

    Jorge Simas: Contra-Baixo

    José Santa Rosa: Contra-Baixo

    Paulinho Trompete: Trompete

    Désio Viana: Bateria

    00:00 Espelho (João Nogueira/Paulo César Pinheiro)
    05:26 Eu, Hein, Rosa! (João Nogueira/Paulo César Pinheiro)
    08:24 E Lá Vou Eu (João Nogueira/Paulo César Pinheiro)
    11:49 Bafo de Boca (João Nogueira/Paulo César Pinheiro)
    15:19 Bares da Cidade (João Nogueira/Paulo César Pinheiro)
    18:58 As Forças da Natureza (João Nogueira/Paulo César Pinheiro)
    23:25 Batendo a Porta {Instrumental} (João Nogueira/Paulo César Pinheiro)
    26:35 Chorando Pela Natureza (João Nogueira/Paulo César Pinheiro)
    Banho de Manjericão (João Nogueira/Paulo César Pinheiro)
    34:21 Súplica (João Nogueira/Paulo César Pinheiro)
    37:05 Poder da Criação (João Nogueira/Paulo César Pinheiro)
    40:25 Minha Missão (João Nogueira/Paulo César Pinheiro)
    43:40 Um Ser de Luz (João Nogueira/Paulo César Pinheiro/Mauro Duarte)
    46:43 Chico Preto (João Nogueira/Paulo César Pinheiro)
    49:40 Rio, Samba, Amor e Tradição (João Nogueira/Paulo César Pinheiro)
    53:19 Primeira-Mão (João Nogueira/Paulo César Pinheiro)
    56:12 Além do Espelho (João Nogueira/Paulo César Pinheiro)

  • Paulo César Pinheiro - Nomes de Favela

    4:49

    PLAYLIST, PAULO CÉSAR PINHEIRO

    O galo já não canta mais no Cantagalo
    A água já não corre mais na Cachoeirinha
    Menino não pega mais manga na Mangueira
    E agora que cidade grande é a Rocinha!

    Ninguém faz mais jura de amor no Juramento
    Ninguém vai-se embora do Morro do Adeus
    Prazer se acabou lá no Morro dos Prazeres
    E a vida é um inferno na Cidade de Deus

    Não sou do tempo das armas
    Por isso ainda prefiro
    Ouvir um verso de samba
    Do que escutar som de tiro

    Pela poesia dos nomes de favela
    A vida por lá já foi mais bela
    Já foi bem melhor de se morar
    Mas hoje essa mesma poesia pede ajuda
    Ou lá na favela a vida muda
    Ou todos os nomes vão mudar

  • x
  • CD - Capoeira de Besouro - Cesar Pinheiro

    57:37

    Um CD dos mais bonito e musicla da capoeira com letras e rimas trabalhadas.
    Falando sobre a peças de theatro de besouro 2010

  • João Nogueira & Paulo César Pinheiro - Espelho

    5:21

    Comprar/Ouvir nas plataformas digitais:

    Siga a Galeão nas redes sociais:

    Facebook:
    Instagram:

    Espelho (João Nogueira e Paulo César Pinheiro)
    Parceria
    1994 Galeão

    Letra:

    Nascido no subúrbio nos melhores dias
    Com votos da família de vida feliz
    Andar e pilotar um pássaro de aço
    Sonhava ao fim do dia ao me descer cansaço
    Com as fardas mais bonitas desse meu país
    O pai de anel no dedo e dedo na viola
    Sorria e parecia mesmo ser feliz

    Eh, vida boa
    Quanto tempo faz
    Que felicidade!
    E que vontade de tocar viola de verdade
    E de fazer canções como as que fez meu pai (Bis)

    Num dia de tristeza me faltou o velho
    E falta lhe confesso que ainda hoje faz
    E me abracei na bola e pensei ser um dia
    Um craque da pelota ao me tornar rapaz
    Um dia chutei mal e machuquei o dedo
    E sem ter mais o velho pra tirar o medo
    Foi mais uma vontade que ficou pra trás

    Eh, vida à toa
    Vai no tempo vai
    E eu sem ter maldade
    Na inocência de criança de tão pouca idade
    Troquei de mal com Deus por me levar meu pai (Bis)

    E assim crescendo eu fui me criando sozinho
    Aprendendo na rua, na escola e no lar
    Um dia eu me tornei o bambambã da esquina
    Em toda brincadeira, em briga, em namorar
    Até que um dia eu tive que largar o estudo
    E trabalhar na rua sustentando tudo
    Assim sem perceber eu era adulto já

    Eh, vida voa
    Vai no tempo, vai
    Ai, mas que saudade
    Mas eu sei que lá no céu o velho tem vaidade
    E orgulho de seu filho ser igual seu pai
    Pois me beijaram a boca e me tornei poeta
    Mas tão habituado com o adverso
    Eu temo se um dia me machuca o verso
    E o meu medo maior é o espelho se quebrar (Bis)

  • João Nogueira e Paulo Cesar Pinheiro - SÚPLICA / PODER DA CRIAÇÃO / MISSÃO

    7:52

    João Nogueira e Paulo Cesar Pinheiro - SÚPLICA / PODER DA CRIAÇÃO / MISSÃO

    PLAYLIST, MÚSICA BRASILEIRA COM MUITA HONRA

    PLAYLIST, JOÃO NOGUEIRA

    PLAYLIST, PAULO CÉSAR PINHEIRO

  • x
  • Olhos Sentimentais - Eduardo Gudin e Paulo César Pinheiro

    4:36

    Olhos Sentimentais - Eduardo Gudin e Paulo César Pinheiro
    Notícias Dum Brasil : Ilana Volcov, Karine Telles, Mauricio Sant'Anna e Cezinha Oliveira nos vocais, Raphael Moreira, Ewerton de Almeida, Osvaldo Reis e Jorginho Cebion nas percussões.
    Câmeras: Marina Casagrande e Jeannine Gentile
    Edição: Jeannine Gentile
    Produção Livia Mannini
    Coordenação: Beto Mendonça

  • Paulo César Pinheiro - Paulo César Pinheiro Álbum Completo - Full Album

    31:45

    Primeiro LP de Paulo César Pinheiro lançado em 1974 pela gravadora Odeon.

    Faixas:
    01. 00:00 Maior é Deus (Eduardo Gudin & Paulo César Pinheiro)
    02. 02:28 Bandoneon (Guinga & Paulo César Pinheiro)
    03. 03:55 Eu não tenho ninguém (Baden Powell & Paulo César Pinheiro)
    04. 06:45 Sagarana (Paulo César Pinheiro & João de Aquino)
    05. 11:10 Falei e disse (Baden Powell & Paulo César Pinheiro)
    06. 13:14 Besouro mangangá (Baden Powell & Paulo César Pinheiro)
    07. 16:08 Lapinha (Baden Powell & Paulo César Pinheiro)
    08. 18:44 Viagem (Paulo César Pinheiro & João de Aquino)
    09. 21:41 Cicatrizes (Paulo César Pinheiro & Miltinho)
    10. 24:11 Recado de poeta (Eduardo Gudin & Paulo César Pinheiro)
    11. 26:45 Pesadelo (Paulo César Pinheiro & Maurício Tapajós)
    12. 29:50 Maior é Deus - Replay (Eduardo Gudin & Paulo César Pinheiro)

  • Eduardo Gudin, Márcia & Paulo César Pinheiro - O Importante é que Nossa Emoção Sobreviva - Completo

    1:8:58

    LP duplo lançado separadamente, o primeiro em 1975 e o segundo em 1976, ambos pela Odeon; foram relançados pela EMI em 2002 em um único álbum. São o registro de apresentações no Rio de Janeiro e em São Paulo (Teatro Oficina).

    Faixas:
    01. 00:00 Veneno (Eduardo Gudin/ Paulo César Pinheiro)
    02. 04:06 Consideração (E. Gudin/ P. C. Pinheiro)
    03. 07:55 Tatuagem (Nelson Cavaquinho/ Paulo Gesta/ Guilherme de Brito)
    04. 10:32 Ingênuo (Benedito Lacerda/ Pixinguinha)
    05. 14:34 Resíduo (poema) (Carlos Drummond de Andrade) / Resíduos (E. Gudin/ P. C. Pinheiro)
    06. 18:36 Marcha-rancho (E. Gudin/ P. C. Pinheiro/ Maurício Tapajós)
    07. 21:15 Justiça (E. Gudin/ P. C. Pinheiro)
    08. 23:44 Velho Casarão (E. Gudin/ P. C. Pinheiro)
    09. 26:55 Refém da solidão (Baden Powell/ P. C. Pinheiro)
    10. 29:44 Cautela (P. C. Pinheiro) / Mordaça (E. Gudin/ P. C. Pinheiro)

    LP2:
    11. 33:19 Velho passarinho (Eduardo Gudin/ Paulo César Pinheiro)
    12. 36:56 Dança de força (Guinga/ P. C. Pinheiro)
    13. 39:58 Essa conversa (E. Gudin/ P. C. Pinheiro)
    14. 43:26 A trindade (poema) (P. C. Pinheiro)
    15. 44:50 Evangelho (Dori Caymmi/ P. C. Pinheiro)
    16. 47:07 É melancolia (E. Gudin/ P. C. Pinheiro)
    17. 51:41 Tô por aí (E. Gudin/ P. C. Pinheiro)
    18. 54:03 Catecismo (poema) (P. C. Pinheiro)
    19. 54:51 Canto do beato louco (Guinga/ P. C. Pinheiro)
    20. 58:35 O amolador (Copinha)
    21. 01:01:58 Canto brasileiro (poema) (P. C. Pinheiro) / Pesadelo (Maurício Tapajós/ P. C. Pinheiro)
    22. 01:05:48 Hino (E. Gudin/ P. C. Pinheiro) / Mordaça (E. Gudin/ P. C. Pinheiro)

  • Paulo César Pinheiro - Maior É Deus

    2:29

    Composição de Paulo César Pinheiro e Eduardo Gudin. Primeira faixa do álbum Paulo César Pinheiro de 1974.

    Link para o álbum completo:

  • Paulo Cesar Pinheiro - O Canto das Tres Raças

    4:22

    Paulo Cesar Pinheiro, autor da musica O Canto das Tres Raças que ficou consagrada na voz de Clara Nunes, interpreta a sua composição no programa Senhor Brasil, exibido na TV Cultura, dia 22/05/2007, com participação de Roberta Valente no pandeiro.

    (=

  • 46#Afros e Afoxés da Bahia - Edil Pacheco e Paulo César Pinheiro - 1988

    35:24

    Edil Pacheco - Compositor e violonista baiano, nascido em Maragogipe, começou a ter contato com a música na adolescência. Foi para Salvador aos 19 anos para trabalhar e estudar e acabou admitido num banco e numa empresa de transportes, antes de ser chamado pelo sambista Batatinha para acompanhar o show Eu Sou, Tu És, Ele É: Gente em 1967. Por essa época começou a desenvolver a atividade de compositor, incrementada a partir do ano seguinte com sua participação no grupo Função. Sua primeira composição gravada foi a toada Fim de Tarde (com Luiz Galvão), em 1969, por Eliana Pitman. Foi para o Rio de Janeiro no início da década de 70, escorado no sucesso que sua música Alô Madrugada (com Ederaldo Gentil) fez na voz de Jair Rodrigues. Outras músicas conhecidas foram Siriê, gravada por Fafá de Belém (1975), Ijexá, Filhos de Gandhi, por Clara Nunes, e Dengo, por Luiz Caldas.

    Paulo César Francisco Pinheiro (Rio de Janeiro, 28 de abril de 1949) é compositor e poeta . Já no final da década de 1960, começou a destacar-se como letrista estabelecendo parcerias com Baden Powell, principalmente na voz de Elis Regina.Outras intérpretes marcantes foram Elizeth Cardoso, Simone e Clara Nunes, com quem foi casado. Paulo César Pinheiro apresenta em suas composições uma grande variedade de parceiros, como João de Aquino, Francis Hime, Dori Caymmi, Ivan Lins, Edu Lobo, Mauro Duarte, João Nogueira e Guinga.Em 2002, foi premiado, juntamente com Dori Caymmi, com um Grammy Latino na categoria de Melhor Canção Brasileira.

    Afoxé, também chamado de Candomblé de rua, é um cortejo de rua que sai durante o carnaval. Trata-se de uma manifestação afro-brasileira com raízes no povo iorubá, em que seus integrantes são vinculados a um terreiro de candomblé. O termo afoxé provém da língua iorubá. É composto por três termos: a, prefixo nominal; fo, significa dizer, pronunciar; xé, significa realizar-se. Segundo Antonio Risério, afoxé quer dizer o enunciado que faz acontecer.

    Lançamento: 1988 em LP selo: Polydor - lançado em cd no ano de 1989 pelo selo: Polygran.
    Faixas de 01 à 09: compoisição de Edil Pacheco e Paulo César Pinheiro
    Faixa: 10 composição de Edil Pacheco

    01 - Lado A - 01 - Malê Debalê
    02 - Lado A - 02 - Olori
    03 - Lado A - 03 - Afreketê
    04 - Lado A - 04 - Ilê-Aiyê
    05 - Lado A - 05 - Badauê
    06 - Lado B - 01 - Oju-Obá
    07 - Lado B - 02 - Muzenza
    08 - Lado B - 03 - Olodum
    09 - Lado B - 04 - Ara-Kêto
    10 - Lado B - 05 - Ijexá  (Filhos de Gandhi)


    Sejam todo bem-vindos ao Canal Axé Ancestral, onde a Religião e as manifestações Culturais se encontram

    Download do LP:

    Fique à vontade Inscreva-se siga nosso Canal, curta e compartilhe!
    Sigam nossas Redes Sociais:
    YOUTUBE:
    PAGINA DO FACEBBOK:
    INSTAGRAM: #canalaxeancestral
    BLOG:

    Você possa gostar:
    Link Lista Capoeira Contemporânea:
    Sugestões:





    Canais Parceiros:
    E-BOOKS- Biblioteca Virtual Coletiva:
    Minicurso Grátis de Mobilidade e Estabilidade Aplicado na Capoeira, cortesia de um dos nossos seguidores:

    Obs.: Todo o material desse Canal é encontrado e compartilhado da própria internet ao ter a oportunidade compre o material Original.

  • João Nogueira & Paulo César Pinheiro - Minha Missão

    3:15

    Comprar/Ouvir nas plataformas digitais:

    Siga a Galeão nas redes sociais:

    Facebook:
    Instagram:

    Minha Missão (João Nogueira e Paulo César Pinheiro)
    Parceria
    1994 Galeão

    Letra:

    Quando eu canto
    É para aliviar meu pranto
    E o pranto de quem já
    Tanto sofreu
    Quando eu canto
    Estou sentindo a luz de um santo
    Estou ajoelhando
    Aos pés de Deus
    Canto para anunciar o dia
    Canto para amenizar a noite
    Canto pra denunciar o açoite
    Canto também contra a tirania
    Canto porque numa melodia
    Acendo no coração do povo
    A esperança de um mundo novo
    E a luta para se viver em paz!

    Do poder da criação
    Sou continuação
    E quero agradecer
    Foi ouvida minha súplica
    Mensageiro sou da música
    O meu canto é uma missão
    Tem força de oração
    E eu cumpro o meu dever
    Aos que vivem a chorar
    Eu vivo pra cantar
    E canto pra viver

    Quando eu canto, a morte me percorre
    E eu solto um canto da garganta
    Que a cigarra quando canta morre
    E a madeira quando morre, canta!

  • Quando Eu Me For - Paulo César Pinheiro

    3:37

  • Paulo César Pinheiro - Poemas Escolhidos Álbum Completo - Full Album

    38:17

    Poemas de autoria de Paulo César Pinheiro lançados em formato LP no ano de 1983 pela EMI-Odeon. Acompanham como músicos Dori Caymmi (todos improvisos e outras), Guinga e Dazinho (faixa 28).

    Faixas:
    01. 00:00 Infância
    02. 03:41 Centauro (Mus.de fundo: Desafio - Dori Caymmi)
    03. 05:08 Suicídio
    04. 05:57 Realista
    05. 08:15 Inspiração
    06. 09:10 Revelação (Mus.de fundo: Estrela da terra - Dori Caymmi / P.C. Pinheiro)
    07. 11:05 Sensitivo
    08. 11:44 Escolha
    09. 12:16 Bíblica
    10. 13:02 O sábio I
    11. 14:06 O sábio II
    12. 15:02 Solidão (Mus.de fundo: Choro breve - Guinga)
    13. 16:14 Santo guerreiro (Mus.de fundo: Evangelho -Dori Caymmi / P.C. Pinheiro)
    14. 17:34 Festa de natal
    15. 18:29 Bachianas brasileiras (Mus.de fundo: Prelúdio nº 3 - Villa-Lobos)
    16. 19:16 Diário de bordo
    17. 21:21 Os rios (Mus.de fundo:O homem entre o mar e a terra -Dori Caymmi)
    18. 22:51 Loucura
    19. 23:37 Magia branca
    20. 24:18 Vidência
    21. 25:06 Bicho homem
    22. 26:02 Mal constante (Mus.de fundo: Igreja da Penha - Guinga)
    23. 26:52 Versos de amor (Mus.de fundo: Coincidência - Nivaldo Duarte / P.C. Pinheiro)
    24. 28:14 Tema de valsa (Mus.de fundo: Confidências - Ernesto Nazareth)
    25. 29:01 Fruta nativa
    26. 29:53 Poeminha safado
    27. 30:37 Deiscência
    28. 32:13 Baticum
    29. 33:10 Lendas (Mus.de fundo: Lenda - Dori Caymmi)
    30. 34:34 Ofício (Mus.de fundo: Comovida nº 1 - Guinga)
    31. 35:48 Dilema
    32. 36:24 Café pinhão (Mus.de fundo: Comovida nº 2 - Guinga)
    33. 37:26 Ciclo fechado (Mus.de fundo: Violão vadio - Baden Powell / P.C. Pinheiro)

  • João Nogueira & Paulo César Pinheiro - O Poder da Criação

    3:15

    Comprar/Ouvir nas plataformas digitais:

    Siga a Galeão nas redes sociais:

    Facebook:
    Instagram:

    O Poder da Criação (João Nogueira e Paulo César Pinheiro)
    Parceria
    1994 Galeão

    Letra:

    Não, ninguém faz samba só porque prefere
    Força nenhuma no mundo interfere
    Sobre o poder da criação
    Não, não precisa se estar nem feliz nem aflito
    Nem se refugiar em lugar mais bonito
    Em busca da inspiração

    Não, ela é uma luz que chega de repente
    Com a rapidez de uma estrela cadente
    E acende a mente e o coração
    É, faz pensar
    Que existe uma força maior que nos guia
    Que está no ar
    Vem no meio da noite ou no claro do dia
    Chega a nos angustiar
    E o poeta se deixa levar por essa magia
    E um verso vem vindo e vem vindo uma melodia
    E o povo começa a cantar!

  • João Nogueira & Paulo César Pinheiro - As Forças da Natureza

    4:25

    Comprar/Ouvir nas plataformas digitais:

    Siga a Galeão nas redes sociais:

    Facebook:
    Instagram:

    As Forças da Natureza (João Nogueira e Paulo César Pinheiro)
    Parceria
    1994 Galeão

    Letra:

    Quando o sol
    Se derramar em toda a sua essência
    Desafiando o poder da ciência
    Pra combater o mal
    E o mar
    Com suas águas bravias
    Levar consigo o pó dos nossos dias
    Vai ser um bom sinal
    Os palácios vão desabar
    Sob a força de um temporal
    E os ventos vão sufocar
    O barulho infernal
    Os homens vão se rebelar
    Dessa farsa descomunal
    Vai voltar tudo ao seu lugar
    Afinal
    Vai resplandecer
    Uma chuva de prata do céu vai descer, lá, lá, iá
    O esplendor da mata vai renascer
    E o ar de novo vai ser natural
    Vai florir
    Cada grande cidade o mato vai cobrir, ô, ô
    Das ruínas um novo povo vai surgir
    E vai cantar afinal
    As pragas e as ervas daninhas
    As armas e os homens de mal
    Vão desaparecer nas cinzas de um carnaval

  • x
  • Paulo César Pinheiro - Você Jamais

    3:34

    PLAYLIST, PAULO CÉSAR PINHEIRO

    Você jamais
    Vai me fazer sofrer
    Agora esse prazer
    Você não vai ter mais
    Quero é distância, e falou em lhe ver
    Não quero nem por trás.

    Inda me lembro daquela vida de amargura
    Andei sofrendo como ninguém tempos atrás
    Mas se até mesmo o Bem um dia acaba o Mal não dura
    Me abandone pois hoje eu estou vivendo em paz
    Por desencargo eu até fiz uma jura
    Eu juro que vivo sozinho mas com Você jamais

    Na sua vida eu só representei uma aventura
    Quem vê de fora não sabe do que Você é capaz
    Quando estou muito bem é que Você me procura
    Me abandona quando eu já não lhe sirvo mais
    Mas só que agora eu tenho uma outra criatura
    E no meu caminho eu não quero mais ver Você jamais.

  • Paulo César Pinheiro - Capoeira de Besouro

    57:34

    Garimpo Sound System

    00:00 Toque De Amazonas
    04:38 Toque De Benguela
    07:18 Jogo De Dentro
    10:00 Toque De São Bento Grande De Angola
    14:13 Toque De São Bento Pequeno
    18:07 Toque De Cavalaria
    22:02 Toque Se Santa Maria
    27:24 Toque De Barravento
    30:51 Toque De Iúna
    34:55 Toque De Angola Dobrada
    38:49 Toque De Angola
    42:45 Toque De Idalina
    46:00 Jogo De Fora
    49:33 Toque De Tico-Tico
    52:44 Samba De Roda

  • João Nogueira & Paulo César Pinheiro - Além do Espelho

    4:18

    Comprar/Ouvir nas plataformas digitais:

    Siga a Galeão nas redes sociais:

    Facebook:
    Instagram:

    Além do Espelho (João Nogueira e Paulo César Pinheiro)
    Parceria
    1994 Galeão

    Letra:

    Quando eu olho o meu olho além do espelho
    Tem alguém que me olha e não sou eu
    Vive dentro do meu olho vermelho
    É o olhar de meu pai que já morreu
    O meu olho parece um aparelho
    De quem sempre me olhou e protegeu
    Assim como meu olho dá conselho
    Quando eu olho no olhar de um filho meu

    A vida é mesmo uma missão
    A morte uma ilusão
    Só sabe quem viveu
    Pois quando o espelho é bom
    Ninguém jamais morreu

    Sempre que um filho meu me dá um beijo
    Sei que o amor de meu pai não se perdeu
    Só de olhar seu olhar sei seu desejo
    Assim como meu pai sabia o meu
    Mas meu pai foi-se embora no cortejo
    E eu no espelho chorei porque doeu
    Só que vendo meu filho agora eu vejo
    Ele é o espelho do espelho que sou eu

    A vida é mesmo uma missão
    A morte uma ilusão
    Só sabe quem viveu
    Pois quando o espelho é bom
    Ninguém jamais morreu

    Toda imagem no espelho refletida
    Tem mil faces que o tempo ali prendeu
    Todos têm qualquer coisa repetida
    Um pedaço de quem nos concebeu
    A missão de meu pai já foi cumprida
    Vou cumprir a missão que Deus me deu
    Se meu pai foi o espelho em minha vida
    Quero ser pro meu filho espelho seu

    A vida é sempre uma missão
    A morte uma ilusão
    Só sabe quem viveu
    Pois quando o espelho é bom
    Ninguém jamais morreu

    E o meu medo maior é o espelho se quebrar
    E o meu medo maior é o espelho se quebrar
    E o meu medo maior é o espelho se quebrar
    E o meu medo maior é o espelho se quebrar

  • João Nogueira & Paulo César Pinheiro - E Lá Vou Eu

    3:22

    Comprar/Ouvir nas plataformas digitais:

    Siga a Galeão nas redes sociais:

    Facebook:
    Instagram:

    E Lá Vou Eu (João Nogueira e Paulo César Pinheiro)
    Parceria
    1994 Galeão

    Letra:

    E lá vou eu
    Melhor que mereço
    Pagando a bom preço
    A evolução
    Ai, se não fosse o violão
    E o jeito de fazer samba
    Do tempo que quem fazia
    Corria do camburão
    Hoje não corre não
    Hoje o samba é decente
    E ninguém agüenta, oh, gente
    A força de um samba não

    Pois que faz samba fala
    E quem fala, atenção!
    Força nenhuma cala
    A voz da multidão
    E cantar inda vai ser bom
    Quando o samba primeiro
    Não for prisioneiro
    Desse desespero
    E resignação
    E lá vai minha voz
    Espalhando então
    O meu samba guerreiro
    Fiel mensageiro
    Da população

  • Paulo César Pinheiro - As Pedras Se Cruzam

    3:45

    PLAYLIST, PAULO CÉSAR PINHEIRO

    Apesar!
    Da vida nos separar
    A gente vai se encontrar
    Em qualquer canto de rua
    De manhã
    Numa esquina de algum lugar
    De tardinha num vão de bar
    Ou numa noite de lua

    àguas passadas não moverão moinho
    Acho que a gente até pode se beijar
    Mesmo que já não se tenha mais carinho
    As pedras se cruzam no caminho
    Que a vida foi feita pra rolar

    Rolou, vida rolou, rolou a vida
    Eu lhe dei casa e comida
    Dei-lhe um nome e coração
    Pra mim o que rolou na despedida
    Foi só lágrima sentida
    Mas inda lhe estendo a mão...

  • SÚPLICA/PODER DA CRIAÇÃO - JOÃO NOGUEIRA/PAULO CÉSAR PINHEIRO

    4:53

  • João Nogueira & Paulo César Pinheiro - Súplica

    2:40

    Comprar/Ouvir nas plataformas digitais:

    Siga a Galeão nas redes sociais:

    Facebook:
    Instagram:

    Súplica (João Nogueira e Paulo César Pinheiro)
    Parceria
    1994 Galeão

    Letra:

    O corpo a morte leva
    A voz some na brisa
    A dor sobe pra'as trevas
    O nome a obra imortaliza
    A morte benze o espírito
    A brisa traz a música
    Que na vida é sempre a luz mais forte
    Ilumina a gente além da morte
    Venha a mim, óh, música
    Vem no ar
    Ouve de onde estás a minha súplica
    Que eu bem sei talvez não seja a única
    Venha a mim, oh, música
    Vem secar do povo as lágrimas
    Que todos já so.....frem de......mais
    E ajuda o mundo a viver em paz

  • João Nogueira & Paulo César Pinheiro - Bares da Cidade

    3:36

    Comprar/Ouvir nas plataformas digitais:

    Siga a Galeão nas redes sociais:

    Facebook:
    Instagram:

    Bares da Cidade (João Nogueira e Paulo César Pinheiro)
    Parceria
    1994 Galeão

    Letra:

    Anoiteceu
    Outra vez vou sair
    Andar por andar sem nada a esperar
    Sem ter pra onde ir
    Vou caminhar por aí a cantar
    Tentando acalmar as tristezas por onde eu passar

    A minha vida boêmia de bar em bar
    É o meu amor sem paz
    Por um amor vulgar
    Que me abandonou
    Chorando os meus ais
    Me deixando também por maldade
    Saudades demais
    E eu vou levando minha alma aflita
    À noite a cidade é tão bonita
    Do Lamas ao Capela, e da Mem de Sá
    Passo no Bar Luís
    E no Amarelinho é que eu vou terminar

  • Samba de Fato - Acerto de Contas

    3:14

    Samba de Fato - Acerto de Contas (Mauro Duarte & Paulo César Pinheiro)

    PLAYLIST, PAULO CÉSAR PINHEIRO

    A dor que hoje tu sentes ser injusta
    É simplesmente alguma dívida que Deus vem te cobrar
    Não tem como escapar do que fizeste
    A moeda que não deste é o penhor que vais pagar
    Quem pegou sem ganhar
    Quem guardou sem gastar
    Quem lucrou sem doar
    Vai ver que não fez bom negócio

    Fez o irmão recuar
    Fez o amor duvidar
    Fez o bem se afastar
    E o mal foi virando seu sócio
    Só que o mal dá com a mão
    Mas com a outra vem buscar
    E é no acerto de contas que tu vais chorar

  • Paulo César Pinheiro - Minha Esquina

    3:06

    grandes mestres!

  • JOÃO NOGUEIRA E PAULO CESAR PINHEIRO - MINHA ESQUINA

    2:52

    JOÃO NOGUEIRA E PAULO CESAR PINHEIRO - MINHA ESQUINA

    Já peguei meu violão
    Pra falar do nosso amor
    Mas se Deus concede o dom
    A mulher concede a dor

    Assim voltei pra minha esquina
    Mas sem querer voltar
    Canto até seis da matina
    Para não ter que chorar

    Mas não tem nada eu vou ficando com a rapaziada
    Cantando um samba e outro no meu violão
    Poeta que é poeta mora na jogada
    Um amor que vai é mais uma canção

    Mas quem tira ainda vai pôr
    Pela lei da proporção
    Quando Deus pede o penhor
    A mulher pede o perdão

    E assim deixei a minha esquina
    Mas sem querer deixar
    Mas rotina por rotina
    Eu vou levando por levar

    Mas o meu nome vai ficando pela madrugada
    Que eu tenho um samba e outro pra cada emoção
    Poeta que é poeta não perde a parada
    O que vem é festa pro meu coração

  • Revelação poema de Paulo Cesar Pinheiro -

    2:04

    Revelação, poema de Paulo Cesar Pinheiro.


    Faixa do LP POEMAS ESCOLHIDOS de 1984

    Paulo César Francisco Pinheiro (Rio de Janeiro, 28 de abril de 1949) é compositor e poeta brasileiro.[1]

    Já no final da década de 1960, começou a destacar-se como letrista estabelecendo parcerias com Baden Powell, principalmente na voz de Elis Regina.

    Outras intérpretes marcantes foram Elizeth Cardoso,[2] Simone e Clara Nunes, com quem foi casado, e os conjuntos MPB-4 e Quarteto em Cy.[3] Paulo César Pinheiro apresenta em suas composições uma grande variedade de parceiros, como João de Aquino, Francis Hime, Dori Caymmi, Antônio Carlos Jobim, Ivan Lins, Edu Lobo, Mauro Duarte, João Nogueira, Guinga, Toquinho, Eduardo Gudin e Maria Bethânia. Em 2002, foi premiado, juntamente com Dori Caymmi, com um Grammy Latino na categoria de Melhor Canção Brasileira.[4] No ano seguinte ganhou o Prêmio Shell pelo CD O Lamento do Samba.[5]
    E em 2007 o prêmio Sheel de teatro com o espetáculo BESOURO CORDÃO DE OURO

  • Paulo César Pinheiro - sobre a arte de compor

    3:54

    Sala dos Professores, Brazilia radio program with Daniel Daibem. Daniel pergunta, e Paulo César explica, sobre como é compor sem ter conhecimento musical, e sobre as suas parceiras nas composições, com Baden, Pixinguinha e outros.

    violão: Renato Epstein, baixo: Marcos Paiva, bateria: Celso de Almeida, cavaquinho: Rodrigo Campos

  • Paulo César Pinheiro - Sublime Paixão

    2:53

    PLAYLIST, PAULO CÉSAR PINHEIRO

    Sublime Paixão
    Paulo César Pinheiro
    Paixão ...
    É o delírio de quem se entrega
    É rebentação que carrega
    É a raiz de onde brota a loucura
    Paixão ...
    É luz negra que ofusca e cega
    É mar que se teme e se navega
    É ânsia sublime de aventura
    Paixão ...
    É o abismo de quem se apega
    É a bendita flor que o mal rega
    É o reverso que tem toda jura
    Paixão ...
    É a surpresa que a gente não nega
    É o destino de quem não sossega
    É o mistério entre a espera e a procura
    Paixão...
    Estranha doutrina de fé que não se prega
    Estranho prazer imortal imortal que nunca dura
    Paixão...
    É um trem que entristece e que alegra
    Momento em que o amor quebra a regra
    No coração de toda criatura...

  • Roberta Sá - Cicatrizes Paulo Cesar Pinheiro

    3:26

  • Paulo César Pinheiro - Pesadelo

    3:06

    Disco de vinil disponível em

    Faixa 5B do álbum homônimo lançado em 1974.

  • Cicatrizes com PAULO CESAR PINHEIRO

    2:27

    Transcrição da capa do disco (de 1974):

    ... Voz é vento. Palavra é pensamento. E o canto é a ação.
    A música é o tormento que vai do motivo ao momento no espaço do coração...
    ...Até que o violão-da-noite arrebente a sua corda última e pare de solar o desespero-das-almas.
    E a música sumia por dentro dos nossos sonos.

  • Paulo César Pinheiro - Poema Solidão

    2:41

    Paulo César Pinheiro organizou uma série de comemorações em torno dos seus 60 anos comemorados em 28 abril de 2009. Este show aconteceu no dia 26 de abril de 2009, na Caixa Cultural na cidade do Rio de Janeiro.
    Comemora ele, comemoramos nós, que somos brindados com o que há de melhor na música brasileira.
    Saravá Paulo César Pinheiro ! Saravá !
    Ps: Desculpem a qualidade do video.

  • Minha Missão

    3:21

    Ficha técnica:

    Voz e violão - Garoá
    Cavaco e voz - Giovani Felizate
    Voz - Lua Cristina
    Tamborim - Mauricio De Melo Prince
    Pandeiro - Osni Gonçalves da Silva
    Captação/edição de vídeo - Altera Films
    Captação de aúdio - Rua XIII
    Produção - Coisa Boa (Luciano Dantas/ Ubirajara Iglecio Neto)

  • Adriana Moreira - Retrato Falado

    2:49

    Inscreva-se no canal:

    samba raiz
    Adriana Moreira é dessas raras cantoras que conciliam o canto, o teatro e a pesquisa, essa última, fundamentada no resgate de pérolas do nosso cancioneiro popular, bem como de seus compositores. Teve o primeiro contato com a música na Escola de Samba Camisa Verde e Branco e já cantou ao lado de artistas como Dona Ivone Lara, Monarco, Almir Guineto, Fabiana Cozza, Dona Inah e Wilson das Neves.

    Spotify:
    Facebook:
    Instagram:

    Adriana Moreira vem acompanhada por Henrique Araújo (Cavaco e Bandolim), Douglas Alonso (percussão e bateria), Serginho Carvalho (baixo) e Lula Gama (Violão de 7 cordas).
    O show fez parte do espetáculo É Tradição e o samba Continua - Fabiana Cozza convida Tereza Gama e Adriana Moreira - 03/05/2012

    Por do Som

    Adriana Moreira - Retrato falado ( Paulo Cesar Pinheiro / Eduardo Gudin)

    Quem me vê lutando
    Não é sabedor
    Do meu jeito brando
    De falar de amor
    Eu tenho uma metade de acalmar
    Metade lutador
    No fundo eu sou um sonhador
    Eu tenho uma cidade pra cantar
    Um peito cheio de versos
    E as mãos de trabalhador

  • Cicatrizes

    2:56

    Maíra Soares canta Cicatrizs, samba de Miltinho e Paulo Cesar Pinheiro, na casa Ne Me Quitte Pas, acompanhada do violonista Adrian Alvarado.

    Madrid, março de 2011

    Imagens: Emilia Brandão

  • Paulo César Pinheiro - Toque de São Bento Grande - Besouro.wmv

    4:16

    Capoeira Besouro

  • Mais Consideração - Mauro Duarte / Maurício Tapajós / Paulo César Pinheiro

    6:44

    Mais Consideração (Mauro Duarte / Maurício Tapajós / Paulo César Pinheiro)

    A minha dor merece mais consideração
    Só porque eu não choro até parece
    Que eu não tô sofrendo de paixão
    Mas por favor não é isso não
    A minha dor não aparece pra não alimentar essa ilusão

    Por dentro a minha dor é só uma prece
    A suplicar que ele regresse pra aliviar meu coração
    Só quem dá sinal de rendição
    Vai duvidar de quem padece por não querer chorar em vão
    Porém se contra a dor que me entristece
    O meu sorriso prevalece
    Eu de sorrir não abro mão

  • Roberta Sá - Cicatrizes, Composição: Miltinho / Paulo César Pinheiro

    4:11

    Amor que nunca cicatriza
    Ao menos ameniza a dor
    Que a vida não amenizou
    Que a vida a dor domina
    Arrasa e arruína
    Depois passa por cima a dor
    Em busca de outro amor
    Acho que estou pedindo uma coisa normal
    Felicidade é um bem natural
    Uma, qualquer uma
    Que pelo menos dure enquanto é carnaval
    Apenas uma
    Qualquer uma
    Não faça bem
    Mas que também não faça mal
    Meu coração precisa
    Ao menos ameniza a dor
    Que a vida não amenizou
    Que a vida dor domina
    Arrasa e arruína
    Depois passa por cima a dor
    Em busca de outro amor
    Acho que estou pedindo uma coisa normal
    Felicidade é um bem natural
    Uma, qualquer uma
    Que pelo menos dure enquanto é carnaval
    Apenas uma
    Qualquer uma
    Não faça bem
    Mas que também não faça mal...

  • ESTRELA DA TERRA Dori Caymmi - Paulo Cesar Pinheiro

    4:39

    registrato dal vivo a Milano, 1989, e incluso in seguito nel cd OUTRO LADO, Philology 1999
    Barbara Casini voce e percussioni, effetti vocali
    Beppe Fornaroli chitarra, guitar sinth
    Naco percussioni, effetti vocali

  • Paulo César Pinheiro Canta → Peso Dos Anos

    3:41

    Sinto que o peso dos anos me invade
    Vejo o tempo entregar à distância
    A minha mocidade
    Oportunamente partirei
    Abandonando as coisas naturais
    Mas deixarei saudade, eu sinto...
    Muita gente há de sentir
    Os afetos que ofertei
    Os meus beijos hão de ficar
    Nos lindos lábios que beijei
    Quero risos de alegria
    Quero ouvir minhas canções
    Nos acordes de plangentes violões.

  • Paulo César Pinheiro - Estrela Partida

    2:44

    PLAYLIST, PAULO CÉSAR PINHEIRO

    Brilhou na noite escura
    Uma estrela de amargura
    Que manchou as águas do meu coração
    E o amor de que procura
    Uma fonte de água pura
    Se banhou no vinho da ilusão.

    Água que vira vinho só traz loucura
    E uma estrela partida é separação
    Quebrada a jura
    O amor não dura
    E amor nenhum quer pedir perdão.

  • Paulo César Pinheiro - Toque de Tico Tico

    3:12

    Paulo César Pinheiro mostra os toques de capoeira feitos originalmente para o musical Besouro Cordão-de-Ouro, uma homenagem ao maior capoeirista de todos os tempos da Bahia.

  • Paulo César Pinheiro e Fabiana Cozza - O canto das três raças

    9:04

    Sala dos Professores, Brazilian Radio program presented by Daniel Daibem, wich purpose is to stimulate people to appreciate jazz, samba, brazilian instrumental music etc. This edition is with Fabiana Cozza singing Paulo César Pinheiro´s songs. Bourbon Street Club, São Paulo - Brazil. 14/12/2009. violão: Renato Epstein, baixo: Marcos Paiva, bateria: Celso de Almeida, cavaquinho: Rodrigo Campos

  • Mauro Duarte /Cristina Buarque / Paulo Cesar Pinheiro - Reserva de Domínio

    3:46

    Mauro Duarte /Cristina Buarque / Paulo Cesar Pinheiro - Reserva de Domínio

    PLAYLIST, PAULO CÉSAR PINHEIRO

Menu