This website uses cookies to ensure you get the best experience on our website. Learn more

Playlist of Cláudio Camunguelo

x
  • MEU GURUFIM - CLÁUDIO CAMUNGUELO - Sim, é Samba!

    3:09

    Samba do Trabalhador acontece no Renascença Clube. Cláudio Camunguelo agitou a roda de samba com a música Meu Gurufim. Dá o play!
    Se gostou, deixe seu comentário e um like no vídeo.

    Ah! E INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL =


    MEU GURUFIM - CLÁUDIO CAMUNGUELO - Sim, é Samba!

    Eu vou fingir que morri
    Pra ver quem vai chorar por mim
    E quem vai ficar gargalhando no meu gurufim
    Quem vai beber minha cachaça
    E tomar do meu café
    E quem vai ficar paquerando a minha mulher

    Quando o caixão chegar
    Eu me levanto da mesa
    E vou logo apagar
    As quarto velas acesas

    E vou dizer pra minha mãe
    Não chora
    Amigo a gente vê é nessa hora

    Composição: Jorge Carioquinha

    (Gurufim - substantivo masculino. Na comunidade negra, brincadeira feita em velório a fim de desagravar a sua atmosfera. Velório popular em que há música, dança, canto, em homenagem ao morto.)

    =====

    QUEREMOS SABER!
    Participe da pesquisa e ajude a construir um canal ainda melhor!
    É rapidinho e vai ajudar muuuito o canal, clique no link e participe.


    =====

    #Sambadotrabalhador #SiméSamba #Renascença #Meugurufim #ClaudioCamunguelo #Rodadesamba #Pagode

    FACEBOOK/ @simesamba
    INSTAGRAM/ @simesamba

  • Cláudio Camunguelo - Meu gurufim

    2:48

  • x
  • Claudio Camunguelo - Meu Gurufim.

    3:12

    Renascença Clube - Meu Gurufim: Jorge Carioquinha

  • Camunguelo

    2:45

  • x
  • Zé Galinha - Claudio Camunguelo

    3:42

    * No copyright infringement intended *
    Música: Zé Galinha
    Composição de Claudio Camunguelo (1947 – 2007)
    Flauta: Claudio Camunguelo
    Trombone: Zé da Velha
    Trompete: Silvério Pontes
    Violão: Charles
    Cavaquinho: Alessandro Cardoso
    Pandeiro: Netinho

    Gravado no Festival do Choro do MIS (Chorando no Rio), 2001

    * No copyright infringement intended *

  • Zé Galinha - Claudio Camunguelo

    3:32

    Músicas que tocamos na praça e que tem boas gravações para serem ouvidas e ouvidas.
    Créditos no final do vídeo

    Conheça nossa página no facebook:

    #BrazilianChoro, #ArrumaoCoreto, #BrazilianChorinho, #ChorinhodaSãoSalvador, #ZeGalinha, #ChorodaSãoSalvador, #ClaudioCamunguelo

  • x
  • Gurufim

    2:55

    Letra de Jorge Carioquinha.

    Por Fábio R. Penna.

  • Meu Gurufim

    2:44

    Provided to YouTube by iMusica

    Meu Gurufim · Cláudio Camunguelo

    Explosão do Pagode

    ℗ 2017 CID

    Released on: 2017-04-21

    Composer: J. Carioca

    Auto-generated by YouTube.

  • Claudio Camunguelo... Salve, salve!

    3:16

    claudio camunguelo
    Estivador por profissão, Claudio Camunguelo é flautista e grande partideiro, compositor de mão cheia, além de excelente cantor e dançarino. É daqueles tipos que usam boina branca e cordão prateado no pescoço, mas sem estilizações e com muita dignidade. Figura fácil no circuito do samba e do choro da cidade, chama sempre a atenção de quem o assiste pela primeira vez. Legítimo representante dos grandes compositores da zona portuária do Rio de Janeiro, por onde passaram mestres como João da Bahiana, Mano Elói, Fuleiro, Sebastião Molequinho e Aniceto do Império, Padeirinho e Xangô da Mangueira, entre tantos outros, o portelense Camunguelo é um compositor e intérprete dos mais originais. É também um dos grandes da Freguesia do Irajá, terra de bambas como Nei Lopes, Wilson Moreira e Zeca Pagodinho. Autodidata, já fazia flautas de bambu e plástico aos 16 anos, mesma época em que começou a compor. Mesmo sem saber ler partitura, começou na música gravando jingles na Rádio Nacional e segue fazendo arranjos e melodias de ouvido até hoje. Já era veterano no samba quando conheceu o parceiro Zeca Pagodinho, então com 16 anos. Fizemos juntos 'Sinuca de Bico' e depois 'Amarguras', que participou do Festival de Sambas de Terreiro da Portela, em 81. Foi esse samba que abriu portas para os parceiros, e chegou a ser disputado por Elza Soares e pelo Grupo Fundo de Quintal. Depois do festival, Camunguelo levou Zeca ao Cacique de Ramos, que freqüenta desde 1966, muitos anos antes da quadra do bloco carnavalesco se consagrar como reduto de sambistas.

    Sou Claudio Lopes dos Santos, o popular Claudio Camunguelo, apresenta-se ele, sem conseguir explicar direito o motivo do apelido dado pelo companheiro de samba Arlindo Cruz. O Nei Lopes, como pesquisador de cultura negra, foi procurar nos idiomas africanos algo parecido com camunguelo. Num dicionário da Nigéria ele encontrou a palavra 'camundele', que quer dizer 'branquinho'! Veterano das rodas de choro e samba do subúrbio (onde versou por diversas vezes com Aniceto Menezes), Camunguelo vem se apresentado em teatros e casas de espetáculo com Nei Lopes e com a dupla Zé da Velha e Silvério Pontes. Apesar de conhecido e admirado por músicos e freqüentadores das mais importantes rodas da cidade, Camunguelo só agora está próximo de gravar seu primeiro CD, iniciativa dos produtores Alexandre Pimentel e Maria Braga. Lutando ainda por um patrocínio, o aguardado disco já tem garantidas as participações de Nei Lopes, Zé da Velha e Silvério Pontes (diretor musical do disco) e deve contar também com as vozes de Luiz Carlos da Vila e Zeca Pagodinho. Por enquanto, só é possível ouvir gravações de Camunguelo no raríssimo compacto que ele gravou em 84 (com produção de Renato Alfaia, contendo Amarguras - parceria com Zeca Pagodinho - de um lado e Gurufim, de Jorge Carioquinha do outro); no disco Só Gafieira (KUARUP), de Zé da Velha e Silvério Pontes, interpretando seu choro Camunguelando e no CD de Luiz Carlos da Vila em homenagem a Candeia (CPC-UMES), onde participa de duas faixas cantando e tocando sua inconfundível flauta.

    Esse video é parte de um acervo pessoal

  • x
  • Arlindo Cruz - Mulata Beleza/Meu Gurufim

    5:22

    Arlindo Cruz Pagode do Arlindo Ao Vivo

  • Joanita

    3:55

    Provided to YouTube by iMusica

    Joanita · Cláudio Camunguelo

    Explosão do Pagode

    ℗ 2017 CID

    Released on: 2017-04-21

    Composer: Cláudio Camunguelo

    Auto-generated by YouTube.

  • Camunguelando de Claudio Camunguelo e Júlio Costa

    2:46

    Músicas que tocamos na praça e que tem boas gravações para serem ouvidas e ouvidas.
    Neste vídeo, escolhemos a música Camunguelando do álbum Bambas da Flaudia, da Kuarup de 2003.


    Conheça nossa página no facebook:

    #BrazilianChoro, #ArrumaoCoreto, #Chorinho, #SãoSalvador, #Camunguelando #SãoSalva #ClaudioCamunguelo #JulioCosta #Camunguelo

  • Samba do Trabalhador 1 , Renascença Clube, Andarai, RJ

    9:25

    21-Gurufim (jorge Carioquinha) canta - Claudio Camunguelo. 22 - Traíra Comeu Parente (Chico Santana) canta- Tia Surica. 23 - Poder da Criação (João Nogueira/Paulos César Pinheiro)canta DIogo Nogueira.

  • Samba do Trabalhador 1 , Renascença Clube, Andarai, RJ

    22:13

    musicas. 15 - Pintura sem Arte (Candeia) canta Renato Milagres. 16- Somos Nós (W.Monteiro/Mario Lago F./Paulinho do Cavaco) canta Wanderlei Monteiro. 17- Osonho Não Acabou - (Luiz Carlos da Vila) canta Luiz Carlos da Vila. EXTRAS. 18- Seja Sambista também (Arlindo Cruz/Sombrinha) canta Bruno Sales. 19- Para São Jorge(pecê ribeiro) canta Brecio. 20- Lua Lua (Ernesto PIres) Ernesto PIres. 21-Gurufim (jorge Carioquinha) Canta Claudo Camunguelo. 22

  • Conflito e No Pagode do Vavá

    4:28

    Rode de samba em Xerém

  • Entrevista Claudio Camunguelo - Parte 2

    6:47

    Entrevista Claudio Camunguelo contando um pouco também da sua devoção a São Jorge o Santo Guerreiro.

  • CAMUNGUELO E GUILHERME DE BRITO CONTA HISTORIAS DE NELSON CAVAQUINHO

    3:06

    Pagina no facebook

  • A primeira vez de Zeca

    4:34

    Bem humorado, Zeca Pagodinho disse que, pela primeira vez, cantava com uma diva!

  • Aniversário do Camunguelo - GRANES Quilombo

    2:08

    Roda de samba no aniversário do camunga. Música da casa: Testamento de partideiro do gigante CANDEIA.

  • Entrevista com Claudio Camunguelo - Parte 1

    7:59

    Entrevista com o grande poeta Claudio Claudio Camunguelo contando um pouco da sua vida e cantando sambas como Amarguras e A Necessidade

  • x
  • O TROCO E CAMUNGUELANDO

    4:11

    PARTIDO DE J. MAGNO E OUTRO DE CAMUNGUELO NO EVENTO MARECHAL RIO SAMBA CHORO NO DIA 04/01/09 NO BAR DO SEU ZE COM OS MUSICOS DO EVENTO

  • 1- GURUFIM - Claudio Camunguelo

    2:46

  • Gurufim - Samba Amigos da Antiga VL Bancária

    1:38

  • 1- GURUFIM - Claudio Camunguelo

    2:46

  • CHORO TRIO CAMUNGUELANDO CLÁUDIO CAMUNGUELO

    3:11

    Choro Trio, Paulo Pascali Junior - flauta, Cidão - violão de 7 cordas e Arthur Bernardo, pandeiro.
    CAMUNGUELANDO CLÁUDIO CAMUNGUELO
    CHORO TRIO NO FLORES NA VARANDA EM 21/07/2012- SÃO PAULO, SP - BRASIL.
    ppascalijr@terra.com.br

    Tel 55-11-99751-8292

  • Mulata beleza / Meu gurufim

    4:27

    Provided to YouTube by WM Brazil

    Mulata beleza / Meu gurufim (Participação especial de Camunguelo e Dudu Nobre) (Ao vivo) · Arlindo Cruz · Camunguelo · Dudu Nobre

    Pagode do Arlindo

    ℗ 2003 Warner Music Brasil Ltda.

    Vocals: Arlindo Cruz
    Producer: Prateado
    Composer: Bafo de Onça
    Composer: Dominguinho
    Composer: Lino Roberto
    Composer: Zé Roberto

    Auto-generated by YouTube.

  • Quando Estou Fazendo Amor

    3:25

    Provided to YouTube by ONErpm

    Quando Estou Fazendo Amor (Remasterizado) · Marquinho Sathan · Claudio Camunguelo · Jorginho JB

    O Melhor de Marquinho Sathan

    ℗ Marquinho Sathan

    Released on: 1999-02-02

    Auto-generated by YouTube.

  • Claudio Camunguelo Joanita

    3:58

  • 1- GURUFIM - Claudio Camunguelo.

    2:46

  • Meu Gurufin Cláudio Camunguelo

    2:22

    Vídeo de flora4folhas

  • Quando Estou Fazendo Amor

    3:21

    Provided to YouTube by ONErpm

    Quando Estou Fazendo Amor · Marquinho Sathan · Claudio Camunguelo · Jorginho JB

    Falsa Consideração

    ℗ Marquinho Sathan

    Released on: 1987-02-05

    Auto-generated by YouTube.

  • Trio Volátil - Zé Galinha

    3:47

    Eric Amanthea - 7 Cordas
    Gonçalo Pires - 7 Cordas
    Sérgio Alvares - flauta

  • Roda de 11 Ago 2019

    6:04

    Fotos e imagens da nossa roda do dia dos Pais, dia 11 de agosto de 2019.
    Música: Camunguelando - Cláudio Camunguelo

  • Regional Gloria 024 - Meu gurufim.MOV

    2:53

    Regional Gloria se apresentando de novo no Grande Hotel Vive o Choro - Meu Gurufim no dia 21-12-2011

    Brasil, Zé Mauro, César, Leandro, Rodrigo, Ademar e Ribamar

  • Amarguras Fundo de Quintal

    3:02

    Música: Amarguras
    Compositores: Claudio Camunguelo / Zeca Pagodinho
    Gravado por: Grupo Fundo de Quintal

  • Explosão do Pagode

    6:11

    Disco Gravado em 1986 ( Adalto Magalha, Cláudio Camunguelo, Zeca Pagodinho, Baita e Sapato.) Raridade!

  • Camunguelando

    2:27

    CORINHO,AUTORIA DE CLÁUDIO CAMUNGUELO, SE PASSA NO BAR DO SEU ZÉ EM MARECHAL HERMES NO DIA 21/12/08 COM OS MUSICOS J.MAGNO 7 CORDAS, RAFAEL VIANA CAVACO, TUNICO MAMEDE SAX ALTO,LUCIANO PANDEIRO ,JOÃO PAULO SURDO, MARCELIO TANTAN

  • Tord Jacobsson - Hädanfärden (samba/pagode på sven

    3:03

    Samba fritt tolkad på svenska efter originalet Meu Gurufim (Claudio Camunguelo)
    Sång,instrument,arr,inspelning och svensk text: Tord Jacobsson

  • Arlindo Cruz e Mestre Camunguelo - meu gurufim

    1:07

    Essa musica e do nosso saudoso Camunguelo .. salve o samba

  • Fundo De Quintal - Amarguras

    3:13

    Music video by Fundo De Quintal performing Amarguras. (C) 2014 EMI Records

  • Claudio Grande - Mr window

    6:06

  • Verão Meu Gurufim Grupo Entre A Gente

    5:39

  • SOMBRINHA E CARLINHOS SETE CORDAS - Sim, é Samba!

    1:6:10

    Sombrinha, Carlinhos 7 cordas e Rafael dos Anjos dão uma aula de harmonia em mais uma live do Sombrinha. Dá o play e viva esse momento!
    Se gostou, deixe seu comentário e um like no vídeo.

    Ah! E INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL =


    SOMBRINHA E CARLINHOS SETE CORDAS - Sim, é Samba!

    Estão no vídeo:
    Sombrinha
    Carlinhos sete cordas
    Rafael dos anjos
    Tiago flor
    Tiago Cruz


    VOCÊ OUVIRÁ MÚSICAS COMO:


    Sem ataque, sem defesa
    Nem sempre quem espera alcança
    E fez-se a luz - É sempre assim
    Quem sou eu
    Fogo de saudade - Por te amar
    Falange do Ere - Quem é de sambar
    Mutirão de amor
    Ponto sem nó
    Sem sambar a vida é triste
    Sagrado e profano
    Canto maior
    O tempo
    Nascente da paz/
    Consciência
    Arco-iris
    Esse amor que é só meu
    O que resta de nós
    Maçã do amor
    Saudade que não se desfaz
    Deixa clarear
    Filho do quitandeiro
    Silêncio no olhar - Desalinho

    =============

    QUEREMOS SABER!
    Participe da pesquisa e ajude a construir um canal ainda melhor!
    É rapidinho e vai ajudar muuuito o canal, clique no link e participe.


    =============

    #Sombrinha #Carlinhos7cordas #SiméSamba #Samba #Rodadesamba #Pagode

    FACEBOOK/ @simesamba
    INSTAGRAM/ @simesamba

  • REVEILLON MAUA 008 -2013

    1:43

    MEU GURUFIM - LEMBRANDO CLÁUDIO CAMUNGUELO

  • Dez Mandamentos

    4:34

    Provided to YouTube by The Orchard Enterprises

    Dez Mandamentos (feat. Zeca Pagodinho) · Toque De Prima · Zeca Pagodinho

    Se Tem Que Ser, Será

    ℗ 1999 Velas

    Released on: 2006-05-09

    Music Publisher: Warner/ Chappell

    Auto-generated by YouTube.

  • Discos do Zeca Pagodinho - Da primeira gravação como intérprete até 2002

    6:56

    Conhecedor da obra do Zeca Pagodinho, o cantor e compositor Leo Russo fala resumidamente, rapidamente e em ordem cronológica da primeira gravação em que o Zeca aparece cantando, em 1983, no disco 'Suor no Rosto' da madrinha Beth Carvalho, até o disco que estourou 'Deixa vida me levar', de 2002, ano que Russo conheceu Zeca Pagodinho.

    Ps. O vídeo foi feito sem edição e sem cortes.

    OBS 1. A primeira gravação do Zeca como autor foi no disco do Fundo de Quintal de 1981, com a música 'Amarguras' (parceria dele com Cláudio Camunguelo), mas no vídeo refere-se as gravações do Zeca Pagodinho como intérprete. E a primeira gravação cantando foi no dueto com a Beth Carvalho, no disco dela 'Suor no Rosto', de 1983.

    OBS 2. A música 'Bamba de Berço', do disco Raça Brasileira foi gravada por Mauro Diniz e Zeca no disco, porém é de autoria de Mauro Diniz e Sereno. E a música 'Garrafeiro' é do Zeca Pagodinho com Mauro Diniz.

    OBS 3. O disco 'Samba pras moças' foi o último disco que saiu em vinil do Zeca. A produção foi da Polygram (antiga Universal) e Max Pierre, com a direção musical do Rildo Hora.

  • CULTNE DOC - Arlindo Cruz & Soul Mais Samba - Pt 1/2

    20:45

    Encontro de samba de raiz na roda de samba do Renascnça Clube com o consagrado sambista Arlindo Cruz e o grupo Soul Mais Samba no último domingo dia30 de agosto de 2015. Cultne registrou o show com imagens e edição de Fil[o Filho e Alexandre Xandão Dias.

    O SUCESSO DE ARLINDO CRUZ

    No dia 14 de Setembro de 1958 nascia Arlindo Domingos da Cruz Filho, 7 anos depois ganhou seu 1º instrumento musical, um cavaquinho, de seu pai (Arlindão) amigo e parceiro de Candeia com quem fundou o Grupo Mensageiros do Samba. Empolgado com aquele instrumento não podia ver seu pai chegar do trabalho que já ia perguntando como aprender à tocar. Dos 7 aos 12 anos já tirava muitas músicas de ouvido, e como seu irmão Acyr Marques aprendia violão, Arlindo observava os acordes e já comparava os acordes com o do cavaquinho e aventurava fazer alguns acordes. Aos 12 anos de idade entrou para escola (Flor do Méier) onde estudou teoria, solfejo e violão clássico, por 2 anos. Nessa época começou à trabalhar profissionalmente como músico, fazendo rodas de samba, com vários artistas, principalmente, Candeia que ele considera seu padrinho musical. Com Candeia gravou um compacto simples pela gravadora odeon, e um LP chamado Roda de Samba (hoje encontrado em Cd) em ambos tocando cavaquinho. Ao completar 15 anos foi estudar em Barbacena MG, na escola preparatória de Cadetes do ar, continuou com a música cantando no coral da escola e participando de festivais. Começava então à nascer o compositor Arlindo Cruz. Nessa época Arlindo Cruz já havia ganho festivais em Barbacena, Poços de Caldas entre outros. Como desde criança já freqüentava e desfilava no Cacique de Ramos, em 1980 quando deixou a Aeronáutica, sabendo que existia uma roda de samba no Cacique, onde eram revelados autores e intérpretes passou à freqüenta-la toda Quarta-feira, onde foi bem recebido pôr todos ( Neoci, Dida, Jorge Aragão, Luiz Carlos da Vila Beth Carvalho, Beto sem Braço, Bira, Ubirani, Almir Guineto etc.) Junto com ele, novos parceiros, Rixxa, Cláudio Camunguelo, Sombrinha, Zeca Pagodinho, entre outros. Logo no 1º ano teve 12 músicas gravadas pôr vários intérpretes, a 1º delas foi Lição de malandragem com Davi Correia, depois vieram outros sucessos, grande erro' com Beth Carvalho, novo Amor com Alcione, entre outros. Com a saída de Jorge Aragão do Grupo Fundo de Quintal, Arlindo Cruz foi convidado à participar do Grupo, coisa que ele aceitou com muito carinho, e se dedicou durante 12 anos de sucesso, neste período gravou com quase todos artistas do movimento Pagode.

    Em 1993 se juntou com o parceiro Sombrinha que estava também lançando seu 1º disco solo chamado Sombrinha, e no palco do teatro João Caetano RJ, fizeram um Show que foi um grande sucesso, até hoje um dos recordistas de bilheteria deste teatro. O sucesso deste Show fez nascer a idéia de formarem uma dupla. Que só foi adiada porque Sombrinha ainda tinha que gravar um disco, pois tinha que cumprir um contrato com a gravadora,que seria o disco ( pintura na tela ) Depois da gravação do disco do Sombrinha, eles voltaram à fazer um Show no teatro João Caetano, e novamente o sucesso deste Show fez com que a idéia da dupla se concretizasse. De 1994 até 1996 fizeram muitos shows, basicamente com repertório como compositores. E em 1996 a gravadora Velas, abraçou os dois para lançarem o 1-º disco como dupla o disco Da Música, um CD muito festejado pelo público na época, e depois relançado pelo folha da tarde vendeu 197 mil cópias, em apenas um Domingo. (CD que tem: Ponto sem nó, Pintou uma lua lá, Filho do quitandeiro, Silêncio no olhar, Dá Música, etc.) Em 1997 lançaram o CD (O Samba é a Nossa Cara) Este disco foi muito importante, porque mostrou um lado, mais sério do trabalho deles, com música com mais profundidades (papo de homem e mulher, Teu M eu trago na mão. Em 1998 com o sucesso na série casa de bamba, da faixa testamento de partideiro com Leci Brandão (Samba de Candeia) a gravadora Universal Music resolveu investir no talento da dupla, e assim nasceu o disco Pra ser Feliz Um disco feito com Rildo Hora e eleito pela dupla o melhor trabalho feito em estúdio.(fonte: filhodejorge.blogspot.com - ze ricardo)

  • André Luis canta Luiz Carlos da Vila

    6:59

    Nasceu no bairro carioca de Ramos. O nome artístico da Vila foi incorporado em 1977, após sua entrada na ala de compositores da escola de samba Vila Isabel.
    Frequentou o tradicional bloco carnavalesco Cacique de Ramos no final da década de 1970, sendo considerado um dos formatadores do samba carioca contemporâneo, de uma geração de compositores integrada também por Jorge Aragão, Arlindo Cruz, Sereno do Cacique, Sombrinha, Sombra, Cláudio Camunguelo, entre outros.
    Faleceu vitimado por um câncer. O corpo foi velado na quadra da Vila Isabel e sepultado no dia seguinte no Cemitério de Inhaúma. Durante todo o mês de Outubro o compositor recebeu diversas homenagens em vários programas de rádio, TV e rodas de samba por todo o país, principalmente no Rio de Janeiro e São Paulo.
    Padrinho da casa de samba Traço de União onde tenho o prazer de cantar já a alguns anos!

  • Grupo Natal -

    4:29

    LADO A

    VIOLÊNCIA
    Velha da Portela/ Joel Teixeira
    VELHA DA PORTELA

    CHEIO DE POSE
    Ary do Cavaco
    ARY DO CAVACO

    O TOURO
    Casquinha
    CASQUINHA

    ENTERRO DE POBRE
    Rubens da Mangueira/Velha da Portela
    RUBENS DA MANGUEIRA

    A MARÉ TÁ RUIM
    Luiz Grande
    LUIZ GRANDE

    NÃO DÁ, CAMARADA
    Cabana/Anézio
    ANÉZIO

    LADO B

    LAÇOS DO AMOR
    Velha da Portela/Zé Catimba
    VELHA DA PORTELA

    BOCA DE ESPERA
    Rubens da Mangueira/Velha da Portela
    RUBENS DA MANGUEIRA

    TÔ CAÍDO
    Luiz Grande
    LUIZ GRANDE

    OLHO NELA
    Ary do Cavaco/Velha da Portela
    ARY DO CAVACO

    BOA VIAGEM
    Casquinha
    CASQUINHA

    AMARRE NO LAÇO
    Anézio/Vovó Ziza
    ANÉZIO

    Grupo Natal

    Cavaquinho - Osmar e Anézio
    Violão de 7 - Jorge
    Surdo - Timbira
    Timbá - Cesar
    Repique de mão - Rixa
    Pandeiro - Djalma
    Cuíca - Bené
    Atabaque - Cleber Calixto
    Tamborim - Mestre 5
    Participação especial de Cláudio Camunguelo na flauta
    Coro: As Gatas

    Direção Artística, Produção Executiva e Coordenação: Waldomiro e Velha da Portela
    Assistente de Gravação: Genilson Barbosa
    Técnico de Gravação e Mixagem: Mário Jorge Bruno
    Auxiliares de Estúdio: Liu (Luiz Carlos) - Mauro Moraes
    Supervisão do Estúdio: Edeltrudes Marques
    Manutenção: Ricardo Luppi
    Montagem: Esveraldo
    Corte: José Oswaldo Martins
    Supervisão de Áudio: Gunther J. Kibelkistis
    Fotos: Bruno Lins
    Capa: Valério do Carmo
    Arte Final: Vittore Talone

  • Bonifácio

    3:15

    Provided to YouTube by The Orchard Enterprises

    Bonifácio · Carlos Colavolpe · Luciano Carôso · Marcio Valverde

    Samba Nunca É Demais

    ℗ 2010 Marcio Valverde, Luciano Carôso e Carlos Colavolpe [dist. Tratore]

    Released on: 2010-01-10

    Auto-generated by YouTube.

Shares

x

Check Also

Menu